Votorantim tem lucro menor no 3º tri, impactado por câmbio

Por Carolina MandlSÃO PAULO (Reuters) – O grupo Votorantim divulgou nesta sexta-feira uma acentuada queda no lucro líquido do terceiro trimestre em relação a um ano antes, resultado pressionado pela desvalorização do real.O lucro líquido somou 112 milhões de reais no período, queda de 78,4 por cento na comparação anual. Em comunicado, a Votorantim afirmou que a desvalorização cambial pressionou os custos da empresa com dívida, o que ofuscou as receitas maiores.Após vender participação na fabricante de celulose Fibria para a Suzano em março, a Votorantim deixou de consolidar a Fibria em seus resultados. A medida reduziu o lucro da Votorantim, afirmou o grupo.Preços maiores de cimento, zinco e alumínio ajudaram o grupo a ter alta de 22 por cento na receita trimestral sobre um ano antes, para 9 bilhões de reais.O lucro antes de juros, impostos, depreciação, dividendos e efeitos não recorrentes (Ebitda ajustado) subiu 30 por cento no período, para 1,7 bilhão de reais.A Votorantim fechou setembro com relação dívida líquida sobre Ebitda de 2,59 vezes, pouco abaixo do índice de 2,69 vezes do trimestre anterior.O vice-presidente financeiro, Sergio Malacrida, afirmou que a Votorantim deve encerrar 2018 com alavancagem de cerca de 2 vezes, excluindo os Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!