Votorantim, Pátria e Squadra avaliam participar do leilão da Cesp

Cesp: privatização marcada para a próxima semana
Ueslei Marcelino/Reuters 31.08.2017

O grupo Votorantim e as gestoras de investimentos Pátria e Squadra avaliam disputar o leilão de privatização da Companhia Energética de São Paulo (Cesp), marcado para semana que vem, apurou o jornal “O Estado de S. Paulo”. A venda será feita por meio de uma oferta pública de aquisição, com preço mínimo de R$ 14,30 por ação — valor menor que o previsto inicialmente, de R$ 16,80. No total, o governo de São Paulo vai embolsar R$ 1,5 bilhão e a União, algo em torno de R$ 1,3 bilhão de outorga.

Várias companhias acessaram o data room (espaço virtual com informações sobre da empresa) para avaliar os números da Cesp, mas muitas delas desistiram do leilão ou estão menos ativas no processo. A lista de companhias que já analisaram a estatal paulista inclui a gestora Vinci Partner, Engie e China Three Gorges (CTG) — empresa que comprou Ilha Solteira e Jupiá da Cesp.

Restaram as três que ainda avaliam participar do processo, mas não bateram o martelo. O ambiente político é a principal questão na mesa, segundo fontes ouvidas pelo jornal. Interessados argumentam que a instabilidade Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!