PIS-Pasep: ministro do Planejamento estima que menos da metade dos recursos disponíveis serão sacados

De um total ainda disponível de R$ 34,3 bilhões, Esteves Colnago (Planejamento) prevê que R$ 15 bilhões serão sacados. Dinheiro não sacado fica parado nas contas e não tem impacto na economia. Saques do PIS/Pasep vão injetar R$ 39,3 bi na economia
O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, estimou nesta quinta-feira (14), em entrevista à TV NBR, que os saques de recursos do fundo do PIS-Pasep devem somar R$ 15 bilhões de um total ainda disponível de R$ 34,3 bilhões – o que corresponde a 43,7% desse total.
Os recursos não sacados continuarão parados no fundo do PIS-Pasep e, com isso, não têm impacto na economia (veja o calendário dos saques).
Colnago explicou que está assegurada a liberação, em 8 de agosto, de R$ 5 bilhões para os correntistas da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil porque os recursos são depositados diretamente nas contas-correntes dos beneficiários que são clientes desses bancos. Os demais beneficiários, porém, têm de buscar pessoalmente o dinheiro.
“Estimamos que, além desses R$ 5 bilhões [para os correntistas do BB e da Caixa], talvez mais R$ 10 bilhões possam ser sacados”, declarou o ministro.
Ele disse, porém, que o governo gostaria que todos os R$ 34,3 bilhões que Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!