Importadores reduzem compras em 30% com disparada do dólar

Disparada do dólar vai encarecer produtos típicos do Natal
Pixabay

A disparada do dólar, que já subiu mais de 25% no ano e na semana passada atingiu a maior cotação desde o início do Plano Real, provocou um corte de pelo menos 30% nas quantidades importadas de alguns dos produtos mais vendidos no Natal.

A queda nos volumes de itens típicos dessa época do ano, como alimentos, bebidas e enfeites, especialmente os chineses, ocorre para evitar prejuízos com o possível encalhe. É que, com a alta do dólar, esses artigos devem ficar mais caros em reais para o consumidor.

“Calculo que a redução nas quantidades seja de 30% para mais”, diz Rita Campagnoli, presidente do Conselho Brasileiro das Empresas Comerciais Importadoras e Exportadoras (Ceciex). A entidade reúne cerca de 800 empresas de médio porte que importam boa parte dos itens vendidos pelas lojas. A redução nos volumes, diz ela, ocorre principalmente nos produtos de menor valor, porque o risco de encalhe nesse caso é maior. Os consumidores desses itens têm menor poder de compra e são os mais afetados pelo desemprego elevado.

O corte nos pedidos é confirmado por Rodrigo Luis, sócio da Winpoint Technology, especializada em importar Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!