Especialistas ressuscitam ataque de ‘desligamento forçado’ para derrotar criptografia de disco

Técnica, usada para driblar um recurso de segurança existente em praticamente todos os computadores, era considerada ineficaz há muitos anos. Criptografia de disco protege dados armazenados em discos rígidos e discos de estado sólido para que eles não sejam lidos em outros computadores
Piotr Jaczewski/Freeimages
Especialistas da empresa de segurança finlandesa F-Secure demonstraram que é possível realizar uma versão mais sofisticada de um ataque conhecido como “cold boot” (inicialização fria, em português) para derrotar a criptografia de disco usada em praticamente todos os computadores, com exceção dos modelos mais recentes da Apple. Como a técnica precisa de acesso físico, ela pode ser usada apenas por ladrões que roubarem um notebook, por exemplo, ou por policiais que apreenderam o equipamento de um suspeito.
A criptografia de disco é um recurso de segurança que embaralha os dados armazenados no disco de armazenamento do computador. Ela protege os dados no caso de perda e roubo, por exemplo. Como os dados estão codificados, não é possível ler esses arquivos em outro sistema. No Windows, esse recurso chama-se BitLocker e está disponível a partir do Windows 10 Pro.
No Brasil, um dos casos mais conhecidos envolvendo a criptografia de disco foi o do banqueiro Daniel Dantas. O notebook de Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!