Café e milho podem atingir preços mínimos se dólar cair após eleição, diz secretário

Por enquanto, produtores têm se beneficiado da alta do dólar, que eleva o valor dos seus produtos em moeda local. Café: preço mínimo para o café estabelecido pelo governo para uma saca de 60 kg de arábica tipo 6 está em R$ 341,21
Vinícius Gonçalves/ TV Gazeta
Os preços do café e do milho brasileiros podem atingir as mínimas permitidas pela lei se o mercado cambial mudar de direção após as eleições presidenciais em outubro, disse uma autoridade do Ministério da Agricultura nesta sexta-feira (14).
Isso acionaria o programa de subsídio do governo que paga aos produtores a diferença entre o preço do mercado e os preços mínimos, disse Savio Rafael Pereira, secretário-adjunto de Política Agrícola em entrevista.
“Se o novo presidente assumir e o dólar cair (ante o real), provavelmente o preço do café vai recuar um pouco, e então começaria a atingir o preço mínimo do café”, disse Pereira.
“Dois produtos correm esse risco –café e milho–, se o dólar cair muito.”
Os comentários de Pereira demonstram o grande risco econômico apresentado pelas eleições de outubro, a mais indefinida em décadas. Os temores de que o Brasil não elegerá um candidato amigável ao mercado pressionaram o real, que tocou sua mínima desde a sua Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!