Bradesco vê mais crescimento e menor pressão sobre câmbio em 2019

SÃO PAULO (Reuters) – O Banco Bradesco atualizou suas previsões para a economia brasileira e passou a prever crescimento maior do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 e redução da taxa de câmbio tanto neste quanto no próximo ano. A equipe de economistas chefiada por Fernando Honorato Barbosa colocou na balança os fatores a favor e contra o crescimento econômico e concluiu que os positivos estão se sobressaindo, o que justificava ter elevado a previsão de expansão no próximo ano para 2,8 por cento, de 2,5 por cento antes. O banco chama a atenção para a melhora nas condições financeiras, com destaque, entre outros, para o crescimento do PIB no terceiro trimestre mais próximo de 0,5 por cento, queda do risco-país e apreciação do câmbio, “levando as condições financeiras novamente para um patamar expansionista – ainda que inferior ao do começo do ano.”Os fatores negativos citados foram a perspectiva de desaceleração da economia argentina e dificuldades fiscais nos estados e ausência de efeitos expansionistas como o FGTS ePIS. “É importante ressaltar que a melhora das condições financeiras e menor risco é dependente da implementação de uma agenda de reformas consiste com o endereçamento dos principais desafios do país”, argumentou o Leia a notícia completa

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!